Como o mercado está reagindo aos processos da automação industrial

processos da automação industrial

Você sabe como o mercado tem reagido diante dos processos da automação industrial?

Criamos um conteúdo que vai abordar pontos dessa mudança tecnológica nas indústrias. Confira: 

A princípio, que o mercado está cada vez mais moderno, disso nós já sabemos. Sistemas, produtos, softwares, ferramentas e equipamentos são reinventados a todo momento. Cada vez mais a busca por praticidade e melhores resultados tem feito com que empresas de tecnologia criem e inovem.

E no ambiente da automação industrial não é diferente. Para otimizar processos, melhorar os resultados e reduzir falhas, as indústrias estão buscando soluções cada vez mais eficientes e isso inclui a automatização e consequentemente o melhor aproveitamento de mão de obra.

Desse modo, para que essas empresas solucionem seus problemas de produtividade e aproveitamento otimizado de mão de obra e com isso alcancem seus objetivos, a Macrotec aposta em automação industrial e entrega soluções personalizadas para cada caso. E é sobre a reação do mercado aos processos da automação industrial que você vai ler neste artigo.

 

O que é automação Industrial?

 

Em um breve contexto, automação industrial é o processo de modernização e melhorias dentro das indústrias com a intenção de unir o mundo físico, digital e biológico, permitindo produzir melhores produtos com custos e esforços menores.

Temos um artigo que fala detalhadamente o que é a automação industrial, você pode ter acesso a ele clicando aqui.

 

Qual objetivo dos processos da automação industrial?

 

De fato, os processos da automação industrial envolvem várias áreas e objetivos dentro de uma indústria. Melhorar os resultados por meio de processos produtivos otimizados e com menores custos é um dos principais. 

Além disso, existem outros objetivos tão importantes quanto. São eles:

 

  • Aumentar a produção industrial;
  • Promover mais segurança no ambiente de trabalho;
  • Realizar atividades difíceis de serem executadas por pessoas;
  • Simplificar processos de manutenção de máquinas industriais;
  • Executar atividades operacionais com maior precisão, minimizando falhas;
  • Aumentar eficiência dos processos;
  • Reduzir o consumo de energia envolvida na operação;
  • Fornecer maior integração e desenvolvimento de sistemas.

Portanto, decidir modernizar e melhorar as etapas de produção é o primeiro passo para se posicionar bem em um mercado altamente competitivo.

 

O avanço do processo de automação industrial

 

A necessidade de reinventar para melhor atender as demandas do mercado faz com que empresas busquem soluções ágeis e cada vez mais tecnológicas. Essa é uma realidade de negócio que não pode ser ignorada. 

Os primeiros indícios da automação industrial surgiram na década de 70 com o intuito de automatizar tarefas repetitivas e mecânicas. Esse modelo existe até hoje provando que a junção dos esforços entre a máquina e o homem já é forte no mercado e surpreende com uma produção mais rápida e eficiente. 

A 4ª revolução industrial ou indústria 4.0 trouxe vários benefícios aos processos industriais e é apontada como uma grande oportunidade financeira, já que aumenta a eficiência e pode reduzir os custos anuais da indústria. Diante disso, empresas que implementam os processos da automação industrial alcançam melhores resultados. 

O investimento em automação industrial também têm aumentado e as demandas por robôs no Brasil crescem cerca de 15% ao ano, mesmo considerando que o país ocupa apenas a 39º posição em um ranking com 44 países. Este dado aponta uma necessidade de ação imediata da indústria brasileira para se manter competitiva perante seus concorrentes.

Pode-se dizer, portanto, que o mercado aprova as mudanças industriais principalmente quando enxergam o resultado que a transformação traz ao longo do tempo e os impactos positivos das novas tecnologias. Até mesmo quem anteriormente não utilizava muitos recursos tecnológicos passa agora a controlar os processos em tempo real e de forma preditiva.

 

Os processos da automação industrial na prática

 

Considerando a fusão promovida pelos processos de automação industrial entre o mundo físico e digital, alguns produtos podem ficar prontos com a mesma qualidade, ou superior, em um tempo que pode ser reduzido. Essa já é uma realidade de muitas empresas que está chegando agora ao Brasil, com a promessa de retomar o crescimento econômico do país.

Entre as diversas novas tecnologias que podem ser utilizadas, a robótica ganha destaque na indústria. É a parte indispensável desses avanços e que possui diversas aplicações que vão desde o operacional até a monitoração e verificação de segurança. Os robôs também podem atuar em diversos setores: automotivo, químico e farmacêutico, mineração, siderurgia, óleo e gás, bens de consumo, entre outros. 

 

Expectativas para o futuro

 

O principal objetivo de mercado para os próximos anos é aumentar a produtividade, é por essa razão que o investimento brasileiro promete ser o maior em seis anos no setor. Segundo uma pesquisa realizada pela CNI, a Confederação Nacional da Indústria, 84% das grandes empresas pretendem investir em automação industrial. 

Embora as empresas estejam investindo mais nos processos de automação industrial, a previsão para os próximos anos é bastante otimista, afinal, uma das promessas que incentiva a migração para a indústria 4.0 é a redução de custos industriais e maior lucro com o aumento da produtividade.  

Em um mercado cada vez mais tecnológico, a competitividade da indústria vai depender da capacidade de incorporar a automação industrial e suas tecnologias.
Aqui na Macrotec, nós atendemos diversas indústrias, melhorando e modernizando processos. Então, quer saber mais sobre como fazemos isso e como a sua empresa pode caminhar nesse mercado?

O nosso time especializado aguarda o seu contato. Clique aqui e fale conosco.

Deixe um comentário