Robô Colaborativo: principais vantagens dessa incrível máquina

robô colaborativo

Primeiramente, a definição de colaboração é: ato ou efeito de colaborar; trabalho feito em comum; cooperação, ajuda, auxílio. Esse é o ponto de partida para entender qual a função de um Robô Colaborativo.

O robô colaborativo é oriundo do robô industrial é e projetado para trabalhar sinergicamente com seres humanos, sem enclausuramento, otimizando operações repetitivas que gastam mais energia e que precisam de um pouco mais de especificidade.

Robôs Colaborativos são largamente utilizados na atual indústria, também conhecida como a Era da automação industrial, caracterizada pela integração dos processos de produção com o ambiente virtual por meio de modernas tecnologias como a robótica avançada, inteligência artificial, a ‘internet das coisas’, integração de máquinas, entre outras.

Vantagens do Robô Colaborativo

 

Ao contrário do que alguns pensam, o robô colaborativo não é inserido nas empresas para tirar o humano da sua área de trabalho, mas para somar forças na execução de tarefas que exigem esforço manual contínuo e assim permitir que a indústria progrida, em termos de processos e, consequentemente, faturamento. 

Então, conheça agora outras vantagens dessa máquina e entenda como ela é introduzida no ambiente industrial.

 

#1 O Robô Colaborativo é de fácil programação

 

A tecnologia desse modelo de robô permite a programação e operação sem complexidade. Essa é um dos maiores benefícios do robô colaborativo. 

Diante disso, um operário comum consegue montá-lo e configurá-lo no seu padrão de trabalho deixando tudo previamente salvo. Assim sendo, evita-se que a rotina de trabalho seja interrompida por paradas desnecessárias e consequentemente que haja gasto desnecessário de tempo. 

Além disso, um robô colaborativo é de fácil realocação. Seu peso, baixa complexidade de configuração e versatilidade permitem que, se necessário, ele possa ser transportado para outros setores da empresa, podendo operar onde há mais demanda em um dado momento.

 

#2 Configuração Rápida

 

Inclusive, além de pouco complexa, a configuração do robô colaborativo também é rápida. O tempo de configuração médio gira em torno de algumas horas apenas, dependendo, claro, da tarefa que será formatado para realizar.

 

Dentro dessas configurações os robôs podem:

  • girar 
  • mover
  • sentir
  • sensoriar 
  • tomar decisões baseadas em machine-learning e inteligência artificial

 

E podem desenvolver aplicações como :

  • Pick and place
  • Empacotamento 
  • Aparafusamento
  • Alimentação de máquinas
  • Montagem
  • Paletização
  • Separação
  • Soldagem
  • Colagem
  • E muito mais! 

 

#3 Flexibilidade na Implementação

 

Com o robô colaborativo, a indústria não fica limitada a uma robótica específica.

Com estrutura leve e ocupando pouco espaço, essas máquinas são úteis em diversas aplicações. Desta maneira, a migração do robô colaborativo para novos processos é rápida e fácil, o que gera a agilidade necessária para automatizar praticamente qualquer tarefa manual, até mesmo aquelas com pequenos lotes ou rápidas substituições.

 

#4 Segurança do Robô Colaborativo

 

Os robôs colaborativos desempenham um papel muito importante na automatização de processos. Mas, de toda forma, a intervenção humana é indispensável.

Portanto, quanto maior a sincronia entre o homem e o robô, melhores são os resultados. Por isso, o fator segurança dessas máquinas é algo bastante importante.

E para garantir a segurança no ambiente de trabalho, já que robôs e humanos operam em colaboração, a norma técnica ISO/TS 15066 aborda alguns pontos na utilização dessas máquinas como as:.

 

  • Definições e características importantes de sistemas de controle de segurança;
  • Consideração dos riscos incluídos na aplicação;
  • Sistemas de segurança integrados e seu uso eficaz;
  • Requisitos para implementação de parada monitorada de segurança, direcionamento de mãos, monitoramento de velocidade e de separação, e limitação de força e potência;
  • Necessidade de uma Apreciação de Risco do sistema do robô e do ambiente conforme a NR 12 (Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos).

 

Tipos de Robôs

 

Confira abaixo os tipos de robôs da Universal Robots mais utilizados nas indústrias. O nome dos robôs está atrelado ao peso que eles irão operar, como mostrado na imagem.

 

UR3, UR5 e UR10

 

Leve, facilmente programável e com elevados níveis de personalização. Esse modelo de robô pode ser perfeitamente integrado em qualquer unidade de produção, independentemente do tipo de indústria, tamanho ou natureza do produto.

UR3e, UR5e e UR10e

 

Proporciona inovações colaborativas, uma experiência do usuário centrada no homem e um ecossistema para cada aplicação a agentes de mudança preparados para o futuro

E então, Gostou de saber sobre os benefícios dessa máquina? Então, entre em contato com nossa equipe técnica para agendar uma demonstração do robô ou se inteirar  de outras soluções que oferecemos para contribuir com a otimização das indústrias. 

Deixe um comentário